ATUALIDADES

O MELHOR BLOG PARA QUEM VAI ESTUDAR PARA CONCURSO OU VESTIBULAR .



Pesquisar este blog

Carregando...

quarta-feira, 14 de maio de 2014

14/05/2014 ovelha nasce com rosto humano na Turquia

ovelha nasce com rosto humano na Turquia

DIÁRIO DA MANHÃ
DANIELLY SODRÉ
O rosto de uma ovelha recém-nascida chocou os veterinários da região de Izmir, na Turquia, devido a semelhança com um rosto humano. Nas imagens é possível observar um pequeno nariz, um conjunto de lábios formados e um queixo mais avantajado.
Foto:Divulgação
Foto:Divulgação

De acordo com informações do site Mirror, o animal teria nascido por cesariana. Ainda não se sabe o que causou a mutação, mas acredita-se que ela tenha ocorrido devido o excesso de vitamina A na alimentação da mãe do animal. 
Assista o vídeo

14/05/2014 Portugal foi dos países com maior aumento de emissões de CO2

REVELAÇÃO DO EUROSTAT

Portugal foi dos países com maior aumento de emissões de CO2

por Lusa, texto publicado por Isaltina Padrão07 maio 20146 comentários
Portugal foi dos países com maior aumento de emissões de CO2
As emissões de dióxido de carbono diminuíram 2,5% em 2013 na União Europeia, relativamente ao ano anterior, mas aumentaram 3,6% em Portugal, um dos valores mais elevados entre os seis Estados-membros que registaram subidas, revela o Eurostat.
De acordo com os dados preliminares sobre emissões de dióxido de carbono (CO2) para o ano de 2013, publicados hoje pelo gabinete de estatísticas da União Europeia, estas desceram em 22 Estados-membros, tendo aumentado apenas na Dinamarca (6,8%), na Estónia (4,4%), em Portugal (3,6%), na Alemanha (2%), em França (0,6%) e na Polónia (0,3%).
De 2012 para 2013, Portugal aumentou o nível de emissões em termos absolutos de 45,280 milhões de toneladas para 46,919 milhões, sendo o décimo terceiro Estado-membro com valores mais elevados.
Os países com maiores emissões de CO2 são a Alemanha (760 milhões de toneladas), o Reino Unido (455 milhões), a França (346 milhões), a Itália (342 milhões), a Polónia (290 milhões), a Espanha (224 milhões) e os Países Baixos (162 milhões).
O Eurostat refere que estes sete Estados-membros foram responsáveis por 77% das emissões da União Europeia em 2013.
Chipre (-14,7%), a Roménia (-14,6%), a Espanha (-12,6%), a Eslovénia (-12%), a Bulgária e a Grécia (-10,2%) foram os países que alcançaram maiores reduções nas emissões no ano passado

14/05/2014 Medo da tortura cresce no mundo... e muito no Brasil

ANISTIA INTERNACIONAL

Medo da tortura cresce no mundo... e muito no Brasil

por LusaOntem40 comentários
Cenas de repressão no Bangladesh
Cenas de repressão no BangladeshFotografia © Reuters
Estudo envolveu 21 mil pessoas em 21 países em todos os continentes e conclui que o medo da tortura existe em todos eles. Mas é no Brasil que o receio de ser vítima de atos desta natureza é maior.
Oito em cada dez brasileiros admitem temer ser vítimas de tortura em caso de detenção pelas autoridades, revela um estudo da Amnistia Internacional (AI) hoje divulgado e abrangendo 21 mil pessoas em 21 países, em todos os continentes. A nível global, 44% das pessoas inquiridas revela discordar da frase: "Se eu fosse detido pelas autoridades no meu país, estou confiante de que estaria a salvo da tortura". No Brasil, a percentagem sobe para 80%.
O México (64%), a Turquia, o Paquistão, e o Quénia (todos com 58%) são os países que se seguem ao Brasil, enquanto no extremo oposto surgem o Reino Unido (15%), a Austrália (16%) e o Canadá (21%).
A AI conclui também que mais de 80% das pessoas inquiridas defendem leis mais fortes contra a tortura.
Nesta questão, 83% das pessoas questionadas no Brasil defendem leis claras contra a tortura, o que coloca o país a meio de uma tabela liderada pela Coreia do Sul e pela Grécia (89%) e encerrada pelo Peru (71%).
Ainda segundo o estudo, 36% das pessoas questionadas concordam que a tortura "é por vezes necessária e aceitável para obter informação que pode proteger o público".

14/05/2014 A mosca tsé-tsé e a sua família vistas à lupa da genética

A mosca tsé-tsé e a sua família vistas à lupa da genética

O genoma da mosca tsé-tsé foi sequenciado por um consórcio internacional, um trabalho que demorou uma década. A mosca tsé-tsé da espécie Glossina morsitans é uma das que transmite o parasita que causa a doença do sono.
Na África subsariana, 70 milhões de pessoas arriscam-se diariamente a ser alvo de uma picada dolorosa e perigosa da mosca tsé-tsé. Esta mosca pode ter o parasitaTrypanosoma brucei, que causa a doença do sono e é mortal. Agora, foi sequenciado o genoma de uma das espécies da mosca tsé-tsé, a Glossina morsitans. Um consórcio internacional encontrou 12.308 genes que são o código de fabrico de proteínas importantes na alimentação da mosca ou na produção do leite com que ela alimenta as suas larvas. Os resultados foram publicados ontem num artigo na revista Science e em mais 11 artigos nas revistas PLOS Neglected Tropical DiseasesPLOS One e PLOS Genetics.
“O nosso estudo vai acelerar a investigação com o objectivo de explorar a biologia invulgar da mosca tsé-tsé. Se compreendermos mais, seremos capazes de identificar melhor as fraquezas e usá-las para controlar a mosca”, defende Matthew Berriman, um dos principais autores deste projecto, que pertence ao Instituto Wellcome Trust Sanger, no Reino Unido.
A sequenciação ficou a cargo do consórcio Iniciativa Internacional Genoma Glossina, que envolveu 146 cientistas de 18 países diferentes. Os trabalhos iniciaram-se em 2004.
A doença do sono, ou tripanossomíase humana africana, é uma das 17 doenças tropicais negligenciadas, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). A doença existe em 26 países da África subsariana. Em 2012, foram registados 7216 casos. O país mais afectado é a República Democrática do Congo.
Além das pessoas, esta doença também afecta o gado. As moscas “causam um enorme fardo económico nos países com mais dificuldades, ao obrigar os agricultores a criar gado mais resistente à tripanossomíase, mas que é um gado menos produtivo”, explicou ainda Matthew Berriman num comunicado do instituto.
O parasita Trypanosoma brucei nem sempre consegue instalar-se nas glândulas salivares da mosca Glossina morsitans. Mas quando o faz, a mosca torna-se um vector de transmissão do parasita tripanossoma. Segundo a OMS, a doença tem duas fases. Na primeira, depois de uma pessoa ser picada e infectada, o parasita multiplica-se no sangue e nos gânglios linfáticos, causando dores de cabeça, febre e dores nas articulações.
Passadas algumas semanas, o tripanossoma consegue atravessar a barreira hematoencefálica – uma espécie de parede que normalmente impede organismos patogénicos que existem no sangue de infectar o cérebro. Quando o parasita consegue atravessar esta barreira, provoca os sintomas mais perigosos: mudanças de comportamento, distúrbio dos sentidos e a destabilização do ciclo de sono – esta é a razão do nome da doença. As pessoas podem ficar a dormir de dia e manterem-se completamente acordadas de noite. Os danos no sistema nervoso são irreversíveis e, se a doença não for tratada (à custa de medicamentos tóxicos), os doentes morrem passados meses ou anos.
O novo estudo genético revela que o genoma da mosca Glossina morsitans tem mais do dobro do tamanho do da mosca-do-vinagre. Apesar disso, sentir sabores não é o forte deste insecto: a equipa descobriu que a mosca tsé-tsé tem 46 proteínas importantes para detectar cheiros e 14 proteínas para detectar sabores, enquanto a mosca-do-vinagre tem, respectivamente, 58 e 73 proteínas. O sabor do açúcar passa completamente despercebido à mosca tsé-tsé e os investigadores interpretam este facto dizendo que tanto o macho como a fêmea só se alimentam de sangue.
Para encontrar alimento, a mosca tsé-tsé tem muitas proteínas que detectam dióxido de carbono, exalado pelos mamíferos. E, enquanto se alimenta, 250 proteínas que tem na saliva impedem o sangue de coagular e não deixam que reacções imunitárias produzidas pela vítima das suas picadas terminem a refeição antes de tempo – a mosca suga uma quantidade de sangue equivalente ao seu volume, por isso leva tempo até beber tudo o que precisa.
O artigo na Science também identifica várias aquaporinas – proteínas que funcionam como canais membranares de transporte de água – e que permitem à mosca livrar-se de água a mais vinda no sangue.
Além do tripanossoma, a família da mosca tsé-tsé também inclui a bactériaWigglesworthia glossinidia e os cientistas também sequenciaram o ADN dela. AWigglesworthia glossinidia tem uma relação de simbiose com a mosca tsé-tsé: genes da bactéria sintetizam a vitamina B, que por sua vez é utilizada pela mosca. Esta bactéria vive em células do tubo digestivo da mosca e é transmitida da mãe mosca para a larva filha.
Ao contrário da maioria dos insectos, a mosca tsé-tsé não põe ovos: produz um único ovo que fica a crescer no seu interior, alimentado uma espécie de leite produzido pela mãe, até atingir um certo nível de desenvolvimento e a larva nascer. O estudo genómico permitiu aos investigadores identificar muitas proteínas desse leite. Segundo o artigo daScience, “a combinação das proteínas do leite da Glossina é, a nível funcional, notavelmente parecido com a combinação existente no leite dos mamíferos”.

14/05/2014 Maduro diz que "não se irá levantar da mesa de diálogo"

VENEZUELA

Maduro diz que "não se irá levantar da mesa de diálogo"

por Agência Lusa, publicado por Susana SalvadorHoje4 comentários
Oposição anunciou suspensão do diálogo por causa da repressão
Oposição anunciou suspensão do diálogo por causa da repressãoFotografia © Reuters/Carlos Garcia Rawlins
O Presidente venezuelano, Nicolás Maduro, atribuiu hoje a "grandes pressões" a decisão da oposição venezuelana de suspender a sua participação nas reuniões de trabalho com o Governo, vincando que não se irá "levantar da mesa de diálogo".
"Há muitas pressões para destruir a base de diálogo que temos com a oposição política. Eu não me vou levantar da mesa de diálogo, espero que eles também não se levantem", disse.
O Presidente venezuelano falava durante o programa radiofónico "Em Contato com Maduro", sublinhando que "já o facto de se estar a dialogar, a debater, é um importante avanço democrático".
"Veremos, mais para a frente, que resultados isso vai dar. Já o simples diálogo e o debate é um resultado positivo para os venezuelanos", frisou.
Por outro lado, recordou que "desde janeiro, tem vindo a convocar a oposição, no seu conjunto, para se sentar à mesa do diálogo" e que "depois de insistir, e com a ajuda da União de Nações da América do Sul e do Vaticano", isso aconteceu, o que configura "um êxito muito importante para a paz do país".
Nicolás Maduro insistiu ser "vital" que a oposição reconheça "a legitimidade das instituições, da liderança e da força política que representa o movimento bolivariano e chavista na Venezuela

14/05/2014 Mais de 200 mortos confirmados na Turquia

Mais de 200 mortos confirmados na Turquia, centenas continuam encurralados

Ministro da Energia avança que 787 trabalhadores estavam na mina no momento da explosão, um número muito superior ao inicialmente indicado.
Pelo menos 300 mineiros continuam presos numa mina na província turca de Manisa, na zona ocidental do país, na sequência de uma explosão que provocou um incêndio. As autoridades já confirmaram a morte de 201 pessoas, mas começam a preparar o país para o pior cenário possível.
As equipas de socorro lutam contra o tempo para tentarem localizar e resgatar as centenas de mineiros que ficaram presos após uma explosão numa unidade de distribuição de energia, no início da tarde terça-feira.
Na madrugada desta quarta-feira, às 5h (3h em Portugal continental), o ministro da Energia turco, Taner Yildiz, fez o ponto da situação: "Perdemos 201 dos nossos irmãos trabalhadores. Tememos que o número aumente", disse o responsável, acrescentando que pelo menos 80 mineiros ficaram feridos.
Num comunicado emitido horas antes, o mesmo ministro avançou que no momento da explosão estavam na mina 787 trabalhadores — um número muito superior ao inicialmente apontado. As vítimas acabaram por morrer devido a intoxicação por monóxido de carbono no incêndio que se seguiu.
O número de trabalhadores encurralados na mina continua por esclarecer, mas o jornal turco Hürriyet avança que poderá ultrapassar as três centenas.
A explosão registou-se a dois quilómetros de profundidade e provocou uma avaria no elevador. Algumas dezenas de trabalhadores foram resgatados num primeiro momento, mas a esmagadora maioria ficou sem possibilidades de sair, muitos deles a quatro quilómetros de profundidade.
As centenas de vítimas mortais despertaram a indignação e a fúria da sociedade turca, com denúncias sobre as más condições de segurança no sector mineiro.
"O acidente na mina a que assistimos nesta empresa privada é um caso de assassínio no local de trabalho", acusou Çetin Uygur, antigo líder sindical, citado pelo jornal Hürriyet.
A empresa que gere a mina — uma empresa privada turca — avançou que o local foi inspeccionado há dois meses e que não foi encontrado nada que levasse ao seu encerramento.
O primeiro-ministro, Recep Tayyip Erdogan, cancelou uma visita oficial à Albânia e deverá passar nesta quarta-feira pelo local do acidente, no distrito de Soma. O Presidente da Turquia, Abdullah Gul, telefonou ao governador da província de Manisa, Abdurrahman Savas, para apelar à mobilização de todas as equipas de socorro disponíveis.
Se se confirmarem os piores receios, este será o pior acidente numa mina na Turquia. Há 22 anos, pelo menos 263 mineiros morreram na sequência de uma explosão numa mina na província de Zonguldak, no Nordeste do país.
Em 2010, quando uma outra explosão na mesma província matou pelo menos 28 trabalhadores, o primeiro-ministro Erdogan foi alvo de críticas depois de ter afirmado que a morte "é o destino" dos mineiros.
"É impossível prevenir uma explosão de gás metano a 100%. Infelizmente, este é o destino desta profissão em muitos sítios em todo o mundo", disse na altura o primeiro-ministro.
Um inquérito parlamentar realizado em 2010 revelou que mais de 3700 pessoas morreram e 370.000 ficaram feridas em acidentes nas minas da Turquia desde 1941. Perante estes números, a Turquia é o terceiro país com maior risco de acidentes em minas em todo o mundo, depois da China e da Rússia.
Mais do que "o destino" dos mineiros, o inquérito atribuiu as mortes à ausência de medidas de segurança nas minas, à falta de inspecções independentes e à contratação de trabalhadores sem experiência.

segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

06/01/2014 Frio faz água fervendo congelar em pleno ar em Chicago

Frio faz água fervendo congelar em pleno ar em Chicago

Atualizado em  6 de janeiro, 2014 - 07:28 (Brasília) 09:28 GMT
Um fenômeno conhecido como vórtice polar está fazendo as baixas temperaturas baterem recordes de duas décadas nos Estados Unidos.
Repórter brinca com água fervendo em Chicago. Foto: ABC News
Repórter mostra como água fervente congela em pleno ar em Chicago
No Meio Oeste, algumas cidades já registraram mínimas de -30ºC, mas a sensação térmica pode chegar a -51ºC nos próximos dias.
Em Chicago, um repórter da rede americana ABC News demonstrou com uma brincadeira o quão impressionante o frio pode ser. Ele joga no ar a água em ponto de fervura que está em seu copo. Quase que instantaneamente, a água congela.
As temperaturas muito baixas são resultado de um vórtice polar, uma massa de ar densa e fria que gira no sentido anti-horário.
O meteorologista da BBC John Hammond explica que o frio agora está se deslocando do Norte e Meio Oeste em direção a outras partes dos Estados Unidos, causando nevascas no resto do país. No entanto, até o final da semana, a massa de ar deve chegar ao Oceano Atlântico, e eventualmente desaparecerá.
Até agora, já foram registradas 16 mortes e mais de 3,7 mil cancelamentos de voos devido ao mau tempo.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...